Açougue Municipal ao fundo
Imagem do blog de Cleidinha

Era uma vez Ipaumirim.
Lá tinha clube
Lá tinha ponte
Lá tinha calçamento
Lá tinha açougue
Lá tinha lavanderia pública…..


Eu penso que para deixar aquela imundície na beira da rodagem, logo ali na principal entrada da cidade, além de vergonhoso, era até um problema de saúde pública. Sorte é que não existe ou não funciona a vigilância sanitária por aquelas bandas. Foi melhor mesmo derrubar. Afinal se alguém quisesse fazer alguma coisa, já tinha feito. Entrou – saiu – entrou – saiu – entrou – saiu … prefeito, vereador e ninguém fez nada. Nem conserva, nem conserta, nem constrói. Daqui a pouco cai o prédio do antigo XI de Agosto, as arquibancadas já cairam. Pelo menos até quando fui lá a última vez estava uma lástima. Aliás, eu soube que o comentário geral pós velório do Dr. Anchieta era sobre o abandono e a deterioração das dependencias do colégio
.
O ano que entra tem eleição. Vamos ver se constarão nos programas dos políticos quais os prédios públicos que cairão na próxima gestão.
Sei não, do jeito que as coisas andam pretas para os políticos do Ceará, de repente, na próxima eleição pra se candidatar, além das exigências do TRE, vai ser preciso ter licença do IBAMA e submeter a espécie ao monitoramento para evitar sua extinção.

Enquanto isso, vamos nos divertindo nos nossos eventos etílico-recreativos aos quais costumamos chamar de festas populares.
ML

Anúncios